Reforma Trabalhista e CCT

Na pauta:

Reforma Trabalhista e CCT

 

   A Associação Comercial e Industrial (Acicam) e o Sindicato Empresarial do Comércio (Sindicam) realizaram evento direcionado aos empresários sobre a recente Reforma Trabalhista promovida pelo governo federal e também sobre a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT). Foi na manhã do dia 15 de março e o auditório da Acicam ficou praticamente lotado.

   Os temas foram abordados pela advogada, docente e diretora executiva da Acicam, Marta Kaiser Leitner, que inicialmente detalhou aos participantes várias das mudanças introduzidas pela reforma trabalhista. Na sequência discorreu sobre as negociações em torno da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT 2017-2018) para o setor do comércio que ainda não foi assinada em Campo Mourão.

  A abertura do evento foi feita pelos presidentes da Acicam e do Sindicam, Paulo César Gomes e Nelson José Bizoto, respectivamente. O encontro foi organizado e promovido pelas duas entidades.

Contabilistas

   Já a unidade local do Senac sediou, no dia 13 de março, evento sobre “A Importância da Convenção Coletiva de Trabalho frente à Reforma Trabalhista” e “O Reflexo entre as Relações – Empresas, Empregados e Contadores”. A promoção foi voltada aos contabilistas

   Os dois temas foram abordados pelo advogado e também contabilista Cândido Mendes Neto, que teçeu comentários sobre as diretrizes que nortearam a recente Reforma Trabalhista, promovida pelo governo federal. Na sequência apresentou pontos da proposta apresentada no ano passado pelo Sindicato dos Empregados no Comércio de Campo Mourão e Região (Sindecam) para a Convenção Coletiva de Trabalho – CCT 2017-2018 (que não foi assinada) e comparou com o que determina a legislação vigente sobre as questões.

   O evento foi promovido pelo Sindicato dos Contabilistas de Campo Mourão e Região (SinConCam), Sindicato Empresarial do Comércio Varejista (Sindicam) e o Sistema Fecomércio Sesc Senac. Estiveram presentes ao encontro os presidentes Nelson José Bizoto e Mariza Pante Ferreira, do Sindicam e do SinConCam, respectivamente.