Palestra: Cadastro Positivo e LGPD lotaram auditório

Palestra:

Cadastro Positivo e LGPD lotaram auditório da Acicam

 

   Empresários e gestores lotaram o auditório da Associação Comercial e Industrial de Campo Mourão (Acicam), na noite desta quinta-feira (6/2) para assistir a palestra gratuita sobre a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e o Cadastro Positivo. O tema foi abordado pela advogada do SPC Brasil, Vivian Meira Moraes.

   Durante cerca de uma hora, a palestrante detalhou pontos da LGPD e do Cadastro Positivo, apontando exigências e vantagens. Em seguida ficou a disposição da plateia para elucidar dúvidas e questionamentos. A abertura do encontro foi feita pelos presidentes Alcir Rodrigues da Silva (da Acicam) e Osvaldo Menon (da Coordenadoria das Associações Comerciais e Empresariais da Região Centro-Ocidental do Paraná – Cacercopar).

   A palestra foi promovida pela Acicam, Cacercopar, Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Paraná (Faciap) e o SPC Brasil.


Cadastro Positivo

   O Cadastro Positivo, novo banco de dados que reúne o histórico de pagamento dos consumidores, entrou em operação em meados de janeiro último. O SPC Brasil disponibilizou ao mercado o acesso ao banco de dados, o que significa que instituições financeiras, comerciantes e empresários que trabalham com concessão de crédito poderão consultar o Cadastro Positivo para subsidiar a análise de seus clientes.

   Neste primeiro momento, o mercado poderá consultar cinco tipos de informações:

Score de crédito do consumidor (pontuação utilizada pelas empresas para avaliar a probabilidade de pagamento); Índice de pontualidade de pagamento; Índice de comportamento de gastos; e Índice de consultas que o CPF do consumidor tem por segmento de empresas.

   Também haverá a possibilidade de a empresa credora acessar o histórico consolidado de compromissos financeiros assumidos pelo consumidor, como valores e datas de pagamento das faturas de cartão de crédito, crediário, financiamentos e empréstimos. Lembrando que é preciso consentimento do próprio consumidor.

   O Cadastro Positivo reúne, de forma segura, as informações de pagamentos que o consumidor já fez ou está fazendo. Esses dados ficam guardados num histórico que leva em conta não apenas o momento atual, mas toda a vida financeira recente de quem compra. O SPC Brasil, como empresa gestora de banco de dados, está autorizado pelo Banco Central a operar o Cadastro Positivo.

   O principal benefício é que, com o Cadastro Positivo, o consumidor poderá ter acesso a menores juros e crédito com menos burocracia. Assim poderá ter mais poder de compra.

   O Cadastro Positivo já existe em países da Europa, dos Estados Unidos e até de nações emergentes, como México e Coreia do Sul. Segundo Claudenir Machado, da Faciap, o Cadastro Positivo é uma evolução para o mercado de crédito, que atualmente se baseia apenas nas informações de inadimplência do consumidor. “Com a nova medida, as empresas passam a ter acesso a um histórico consolidado de pagamentos feitos no cartão de crédito, crediário e contas de consumo, o que representa muito mais do que uma negativação isolada”, afirma. Desta forma, as pessoas poderão ter acesso a menos juros e menos burocracia na hora de solicitar crédito, segundo ele.